MENU

Lirik Lagu

Lirik: Gaia/Chelas - Mundo Segundo & Sam the Kid

Gaia/Chelas
Gaia/Chelas
Gaia/Chelas
Gaia/Chelas


Lirik: Gaia/Chelas - Mundo Segundo & Sam the Kid - Lirik Lagu

Gaia/Chelas
Gaia/Chelas
Gaia/Chelas
Gaia/Chelas

Nova Gaia, juventude rude com atitude
Chelas é o sítio, Chelas é o berço

[Verso 1: Sam The Kid]
Eu vim com a força do que tem que ser
Vi que o meu reflexo ia bazar da anorexia e ficar phat ao envelhecer
Luto pela utopia que em puto queria ter
Jovem promissor com uma profecia para oferecer
Vim com a verdade ao de cima e vi lá o azeite
Que mima quem for aceite para ver se arruína o meu preconceito




Até podia, mas simpatia no meu conceito
Vem na companhia de alguém que sabe o que eu tenho feito
Jurei que honraria a freguesia que sou herdeiro
Ou passaria na Baçaria o dia inteiro
Gravei aventuras, até molduras tenho
Fiz figuras em ruas escuras onde era forasteiro
Fiz batidas diárias em horas solitárias
E dei-as com medidas precárias e feias
Áreas, juntei-as sílaba a sílaba não há similar
O som e o cinema ensinam me a assimilar várias ideias
Treinei a cadência do rap e fiquei coqueluche
Com paciência até ver no meu cap um foco de luz
Tipo ouvir na rádio o meu nome pelo meu cicerone
E ver a fome e fé de um jovem Tomé no johnny
Com um microfone e um texto novo eu agora vejo
Que sou um poeta do povo como o António Aleixo




E sobre(tudo), tenho o mundo à minha volta
Para escrever a minha história desde que a minha memória deixe

[Refrão: Mundo Segundo & Sam The Kid]
Se não sabes de onde eu venho
Então deixa que eu digo!
Gaia/Chelas, Gaia/Chelas, Gaia/Chelas, Gaia/Chelas
O meu sítio, minha origem trago sempre comigo
Gaia/Chelas, Gaia/Chelas, Gaia/Chelas, Gaia/Chelas

Se não sabes de onde eu venho
Então deixa que eu digo!
Gaia/Chelas, Gaia/Chelas, Gaia/Chelas, Gaia/Chelas
O meu sítio, minha origem trago sempre comigo
Gaia/Chelas, Gaia/Chelas, Gaia/Chelas, Gaia/Chelas
Sempre comigo!





[Verso 2: Mundo Segundo]
Se esperas que “caia” tu “gelas” misturas “Gaia” e “Chelas”
Novelas que zelas? Quezílias? Tu perduras nelas
Na velha vila nunca me viram como um vilão
Um filho na fila nunca filado no filão
Minha confecção sem contracepção na concepção
Com tradição sem contradição
Com tracção em beats que me provocam atração
Contra a acção dos que não despertam qualquer tipo de reação
Faço colecção de lição atrás de lição
Travão de mão a 15 anos de pregos para o pulmão
“Homem em missão”, homem em mim
São possíveis todas as perspectivas de observação
Nunca fui básico, quadrado ou retangular
Mente aberta não vais encontrar horário para fechar




Nesta estação de serviço, neurónios estão de serviço
E servias te do meu tom se o meu tom te servisse!
Mas já faz vinte que sinto o requinte do seguinte
Por conseguinte abri mais a mão do que um pedinte
Um bom ouvinte de quem pinte em verso
Contribuinte, alguém que finte a fonte do processo constituinte!
Na origem de originais sempre originei mais
Dos mais reais de facto baseado em factos reais!
O amor que sinto por isto?
Segunda “Paixão de Cristo”
Prefiro aparecer menos nisto e fazer muito mais!

[Refrão: Mundo Segundo & Sam The Kid]
Se não sabes de onde eu venho
Então deixa que eu digo!
Gaia/Chelas, Gaia/Chelas, Gaia/Chelas, Gaia/Chelas




O meu sítio, minha origem trago sempre comigo
Gaia/Chelas, Gaia/Chelas, Gaia/Chelas, Gaia/Chelas

Se não sabes de onde eu venho
Então deixa que eu digo!
Gaia/Chelas, Gaia/Chelas, Gaia/Chelas, Gaia/Chelas
O meu sítio, minha origem trago sempre comigo
Gaia/Chelas, Gaia/Chelas, Gaia/Chelas, Gaia/Chelas
Sempre comigo!



More by SANDERLEY

TRENDS - SONG LYRICS
Radar by Sanderlei
Everything in the musical world / Tudo que rola no mundo musical / ทุกอย่างในโลกดนตรี / Все в музыкальном мире / 音楽界のすべて.